Modelo: IMPORTADO EUA
Disponibilidade: Em estoque
R$175,00

O que é Contrave (Bupropriona e Naltrexona) e para que serve?

Mysimba 8mg/90mg foi aprovado para comercialização na Europa em 2015 e é atualmente fabricado pelo laboratório Consilient Health Ltd. Seus constituintes ativos, o Cloridrato de Bupropriona e o Cloridrato de Naltrexona, já são comercializados sob outro nome nos Estados Unidos desde 2014 e bem mais conhecido dos brasileiros - o Contrave.

Contrave é um medicamento auxiliar no processo de emagrecimento, composto por substâncias que atuam diretamente no centro de recompensas cerebrais e com benefícios variados como:

  • Redução do apetite e a vontade de ingerir determinados alimentos ( gordura e açúcar);
  • torna mais fácil seguir uma dieta de baixas calorias, levando a uma perda de peso constante e estável;
  • Redução da glicemia em jejum;
  • Diminuição da circunferência abdominal;

Quem pode tomar Bupropriona 90mg + Naltrexona 8mg?

O Contrave é indicado para pessoas obesas e com sobrepeso, ou seja, é indicado para pessoas que tenham o IMC (Índice de Massa Corporal) com 27 pontos ou mais, inclusive para aquelas que possuem outros problemas relacionados à obesidade, como hipertensão e diabetes.

Qual a diferença entre Contrave (Bupropriona e Naltrexona) e Xenical?

Contrave e Xenical (orlistat) têm atuações diferentes no organismo. O cloridrato de Bupropriona e Naltrexona têm atuação exclusivamente cerebral como redutores de apetite.

O Orlistat presente no Xenical tem atuação exclusiva no sistema digestivo, impedido absorção de gordura ingerida. Tem menores efeitos colaterais mas relatos de perda de peso mais lenta.

Qual a diferença entre Contrave (Bupropriona e Naltrexona) e Mysimba?

Nenhuma. Suas substâncias ativas são as mesmas. Simplesmente o Contrave foi aprovado e é comercializado nos Estados Unidos desde 2014 ao passo que o Mysimba foi apenas aprovado em 2015 na Europa.

Composição do Contrave

O Contrave contém em sua fórmula, além dos excipientes necessários, os princípios ativos Cloridrato de Naltrexona, na quantidade de 8 mg para cada cápsula, o que correspondente a 7,2 mg de Naltrexona; e Cloridrato de Bupropiona, na quantidade de 90 mg, correspondente a 78 mg de Bupropiona.

O comprimido de Contrave ainda contém lactose monohidratada, celulose microcristalina, hidroxipropilcelulose, cloridrato de cisteína, crospovidona, estereato de magnésio, hipromelose, edetato dissódico, dióxido de silicone coloidal, laca de alumínio de carmim de índigo, álcool polivinílico, dióxido de titânio, macrogol e talco.

Quais as doses disponíveis de Contrave (Naltrexona + Bupropiona) para emagrecer?

O Contrave é comercializado em comprimidos com 8mg/90mg de princípio ativo, contendo, respectivamente, a Naltrexona e a Bupropiona, em embalagens com 112 comprimidos. Os comprimidos são classificados como de liberação prolongada do princípio ativo, o que o torna mais eficaz para auxilia no programa de emagrecimento.

Composição Química do Contrave Naltrexona + Bupropiona

Como funciona Contrave (Bupropriona e Naltrexona)?

Os princípios ativos do Contrave atuam no cérebro, controlando a ingestão de alimentos e mantendo o equilíbrio energético, reduzindo o apetite e o prazer proporcionado pela alimentação.

Com sua administração conjunta, o Burpropriona e a Naltrexona possibilitam que a pessoa obesa coma menos em cada refeição, aumentando o consumo de energia e auxiliando no processo de redução de gorduras corporais.

Como o Contrave funciona

tratamento da obesidade com Burpropriona e a Naltrexona 8mg/90mg é indicado como complemento de uma dieta alimentar de baixas calorias e atividades físicas regulares, permitindo maior controle sobre comorbidades relacionadas à obesidade.

O uso de Contrave deve ser descontinuado após o período de 16 semanas se o paciente não perder pelo menos 5% do peso corporal que possuía no início do tratamento.

Contrave (Bupropriona e Naltrexona) emagrece mesmo? estudos clínicos

O Contrave passou por quatro ensaios clínicos duplo-cego e controlados com placebo, pelo período de 56 semanas, buscando avaliar seus efeitos com conjunto com a mudança de estilo de vida.

Participaram dos estudos 4.536 pessoas, divididas em grupos tratados com os princípios ativos e com placebo. Os pacientes, em sua maioria, eram portadores de comorbidades, como hipertensão, diabetes tipo 2 e dislipidemia.

Os estudos clínicos também incluíram um ensaio de resultados cardiovascular duplo-cego, com o objetivo principal de avaliar a ocorrência de eventos cardiovasculares adversos em adultos com fatores de risco.

Os resultados demonstraram que o Contrave é eficaz para a maior parte das pessoas:

  • 42% de pacientes perderam 3,7 a 5,7% de seu peso após 16 semanas de tratamento
  • 13 a 22% dos pacientes conseguiram reduzir o peso em pelo menos 10% do inicial.

Pacientes que completaram 56 semanas de tratamento com Bupropriona e Naltrexona tiveram melhores resultados. De todas as formas, o tratamento por 4 meses é suficiente para uma perda de 5% do volume corporal, em média.

Contrave (Bupropriona e Naltrexona) emagrece quantos quilos por mês então?

Não existe um número específico de quantos quilos vai perder por mês com esse tratamento de Bupropriona e Naltrexona pois varia de pessoa para pessoa. Quem tiver maior peso corporal, terá uma maior chance de perder também mais peso com o tratamento, segundo o fabricante e os estudos realizados.

Como usar o Contrave para emagrecimento

O Contrave (Bupropriona e Naltrexona) deve ser administrado gradualmente, no início do tratamento. Nas primeiras quatro semanas é necessário seguir um cronograma detalhado. Após as 4 semanas, a dose deve ser sempre a mesma.

A posologia é bastante simples:

  • Primeira semana, um comprimido diário pela manhã;
  • Segunda semana, um comprimido pela manhã e outro à noite;
  • Terceira semana, dois comprimidos pela manhã e um à noite;
  • Quarta semana em diante, dois comprimidos pela manhã e dois à noite.
Posologia do Contrave

O comprimido deve ser engolido inteiro, com um copo de água, sem mastigar, não devendo ser tomado juntamente com refeições ricas em gorduras. O uso de Contrave deve ser combinado com uma dieta de baixas calorias e um plano de atividades físicas.

Após 16 semanas de tratamento, é necessário avaliar a necessidade de continuidade do tratamento e, depois disso, a avaliação deve ser feita anualmente.

Se o paciente perder alguma dose, não deve tomar dose adicional, e sim continuar com os horários habituais determinados na prescrição.

Quem não deve usar? Precauções e Advertências

O tratamento com Contrave em pessoas com mais de 65 anos deve ser feito com acompanhamento médico, não podendo ser usado por pessoas que tenham mais de 75 anos de idade.

O tratamento com Contrave não deve ser indicado em algumas condições e situações apresentadas pelo paciente, como, por exemplo:

  • hipertensão arterial;
  • histórico de transtorno convulsivo;
  • portadoras de tumor no sistema nervoso central;
  • sob tratamento por uso de drogas ou de bebidas alcoólicas;
  • Portadores de transtorno bipolar;
  • dependência de opioides em estado crônico, ou pacientes em tratamento para desintoxicação do uso de opiáceos;
  • insuficiência hepática ou renal.

O Contrave não teve sua segurança e eficácia avaliada para crianças e adolescentes menores de 18 anos, o que o leva a não ser indicado para esse tipo de pacientes.

A substância Bupropiona pode provocar o risco de convulsões, dependendo da dosagem, exigindo manter sob controle pacientes que tenham esse tipo de problema psiquiátrico durante o tratamento com Contrave.

Alguns medicamentos podem provocar interação medicamentosa com o Contrave, como antipsicóticos, antidepressivos e antimaláricos, devendo ser evitados durante o tratamento. Além disso, pacientes com tumor no sistema nervoso central ou em tratamento com sedativos, não devem fazer o uso de Contrave.

O tratamento com Contrave exige abstenção de bebidas alcoólicas ou, pelo menos, uma drástica redução de sua ingestão.

Quais são os efeitos colaterais do Contrave?

O Contrave pode provocar efeitos colaterais em pelo menos um de cada 10 pacientes tratados, apresentando-se esses efeitos durante o início do tratamento, sendo amenizados a partir do momento em que o organismo se acostuma com os princípios ativos.

Efeitos Colaterais:Contra-indicações:
  • Dificuldade em dormir
  • Ansiedade e agitação
  • Dores musculares e nas articulações
  • Náuseas e vômitos
  • Tonturas e dor de cabeça
  • Diarreia
  • Boca seca
  • Depressão
  • Sensibilidade a Bupropriona e Naltrexona
  • Hipertensão Arterial
  • Epilépsia
  • Distúrbios Alimentares (Bulimia, Anorexia)
  • Uso de analgésicos opióides
  • Sob tratamento desintoxicação de drogas

O Contrave pode reagir com uma série de outros medicamentos e, por isso, o paciente deve sempre informar ao seu médico se tiver algum problema de saúde, inclusive depressão, problemas hepáticos ou renais ou outras doenças.

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado!
Laboratórios